albuina alta albumina eleveda albumina baixa exame de sangue pre albumina

Albumina alta ou baixa no sangue: entenda o que significam esses resultados de exames

03 set
Postado por Marina Caxias Categoria: Blog

Este artigo é sobre albumina no sangue. Faz parte dos artigos sobre bioquímica clínica do IBAP.

Curso de Bioquímica Clínica Laboratorial – 60 Horas Certificadas (clique aqui)

Albumina

Provavelmente você já ouviu falar sobre a dosagem de albumina. É um exame que pode ser solicitado como rotina ambulatorial e hospitalar. Compõe o quadro de exames de urgências e emergências por ser de simples análise e de fácil compreensão bioquímica. Então, o que seria a Albumina?

A Albumina é a proteína mais importante do corpo humano, sintetizada unicamente pelo fígado e responsável por importantes funções em nosso metabolismo. Corresponde a praticamente 50% das proteínas totais do nosso organismo. É uma molécula proteica relativamente pequena, formada estritamente por aminoácidos. A maioria dos aminoácidos utilizados para a produção de albumina são originados a partir da quebra de proteínas hepáticas.

Existe também outra fração de Albumina, conhecida como Pré Albumina. A pré albumina é a proteína responsável por transportar o hormônio Tireoidiano, a Tiroxina. Ela é considerada pré albumina por ser liberada de maneira precoce e possuir um tempo de meia vida menor que a Albumina. Ela é avaliada como um dos melhores marcadores de mudanças nutricionais, superando inclusive a albumina.

Qual a função da albumina no sangue?

Após ser secretada pelo fígado, esta proteína migra para o plasma, exercendo um importante papel no transporte de substâncias, como ácidos graxos, vitaminas, hormônios e fármacos. O transporte de fármacos aliás é uma das ações de maior afinidade da albumina. A ligação à albumina afeta a farmacocinética e eficácia de muitas drogas.
A albumina é utilizada comumente para avaliação do estado nutricional dos indivíduos, pois está associada ao equilíbrio do volume plasmático circulante. Dessa forma, também pode ser relacionada ao equilíbrio ácido–base, pois sua função, além das mencionadas acima, é manter a pressão osmótica.
É importante ressaltarmos que a albumina não mantém níveis de armazenamento.
A albumina também exerce um papel interessante na eliminação de radicais livres. Alguns estudos demonstraram uma atividade de sinalização nos processos inflamatórios, objetivando que a proteína em questão pode se ligar e promover a remoção de neutrófilos derivados de espécies reativas de oxigênio o que viria a regularizar o estresse oxidativo. É possível então considerar a albumina como um antioxidante em atuação em processos inflamatórios.

albumina sangue funcao albumina pre albumina

Para que serve o exame de albumina no sangue?

Inicialmente a albumina deve ser analisada para que seja avaliado o estado nutricional do paciente, bem como avaliar de forma indireta fígado que é seu órgão secretor.

Como é feita a dosagem de albumina no sangue?

A análise sérica de albumina pode ser realizada através de amostras sanguíneas, optando pelo soro do paciente (obtido após a centrifugação). É possível avaliar a presença de albumina na fita reagente de urinálise através do vínculo de proteína.

Quais os valores de referência de albumina no sangue?

Os valores seguem normalmente a faixa de intervalo entre 3.5 e 5.5 g/dL para adultos.

ALBUMINA EXAME DE SANGUE DOSAGEM SORO

Fonte: https://radiolacalle.com/wp-content/uploads/2020/02/pruebas_sangre-597bc10c3df78cbb7a25f8ca.jpg

Albumina alta no sangue, o que pode ser?

Conceitua-se como hiperalbuminenia o aumento sérico de albumina circulante através de análise sorológica. Os índices elevados de albumina são encontrados em processos de desidratação.

O que significa albumina baixa no sangue?

Hipoalbuminemia é a diminuição do parâmetro de albumina. Os índices diminuídos são encontrados em patologias hepáticas, doenças crônicas e em situações que levem à perda proteica, como doenças intestinais. Doenças renais que culminem com perda proteica também podem resultar em valores diminuídos. A não ingesta alimentar de fontes proteicas é associado a quadros de hipoalbuminemia. Há relatos na literatura de diminuição de albumina sérica em processos inflamatórios, sendo considerada uma proteína de fase aguda negativa. Em queimaduras graves e de longa extensão é relacionada com a diminuição na síntese de albumina.

Referências

Valores de referência de acordo com o kit para dosagem de albumina Labtest®, disponível em: PINTO, Wagner de Jesus. Bioquímica clínica. Rio de Janeiro Guanabara Koogan 2017 1 recurso online ISBN 9788527731478.

DIAGNÓSTICOS clínicos e tratamento por métodos laboratoriais de Henry. 21. São Paulo Manole 2012 1 recurso online ISBN 9788520451854.

https://labtest.com.br/wpcontent/uploads/2016/09/Ref_19_RevOutubro2013_Ref260117_Port.pdf.

BROWN, T. A. Bioquímica. Rio de Janeiro Guanabara Koogan 2018 1 recurso online ISBN 9788527733038.

Autora

Anna Elisa Amaro da Silveira – Biomédica. Especialista em Docência para o Ensino Superior e em Perícia Criminal. Mestre em Ciências Médicas.

 

Você também vai gostar de ler:

Colinesterase plasmática e eritrocitária: qual a diferença entre elas e para que serve esse exame?

Lipase: aprenda a interpretar as alterações nesse exame de sangue

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.