Anatomia do Coração Humano: resumo das partes e funções

19 ago
Postado por Marina Caxias Categoria: Blog

Neste artigo vamos discutir um pouco sobre a anatomia do coração, explorando as suas diferentes partes e respectivas funções. Aqui você vai ter a resposta para algumas perguntas sobre a anatomia e fisiologia do coração, como:

• Qual é a localização do coração no corpo humano?

• Quantas e quais são as partes do coração?

• Quais são os nomes das partes do coração?

• Quais são as veias e artérias do coração?

• O que tem dentro do coração humano?

• Como é formado o coração humano?

• Quais são as válvulas do coração e qual sua localização?

 

Esperamos que esse texto possa contribuir muito com a sua carreira.

passaporte ibapflix

Faça quantos cursos certificados quiser com uma única assinatura (clique aqui para saber mais)

 

Anatomia do coração humano – visão geral

O coração é um órgão em formato de cone, formado em sua maior parte por tecido muscular e responsável por bombear sangue para todo o corpo. Ele recebe o sangue venoso pelo seu lado direito e o manda aos pulmões para ser oxigenado, ao mesmo tempo que recebe destes o sangue arterial e o encaminha para o restante do corpo humano.
Seus batimentos, que são coordenados por sinais elétricos, são responsáveis pelo transporte de aproximadamente 74 mil litros de sangue em um adulto saudável, batendo a uma média de 80 vezes em um minuto. Neste texto você vai conhecer um pouco mais sobre a anatomia desta máquina incrível, que trabalha ininterruptamente.

1) Qual é a localização do coração no corpo humano?

O coração está localizado na parte média da cavidade torácica, mais à esquerda. Ele está limitado lateralmente pelos pulmões direito e esquerdo, repousa sobre o diafragma, possui os grandes vasos (aorta e artéria pulmonar) na parte superior e é recoberto pelo pericárdio, um saco fibrosseroso que separa o coração dos demais órgãos do mediastino e é capaz de limitar sua expansão durante a diástole ventricular.

2) Quantas e quais são as partes do coração?

A parede do coração é formada por três camadas: o endocárdio, que reveste o coração internamente e fica, portanto, em contato direto com o sangue; o miocárdio, formado por músculo estriado cardíaco, responsável por se contrair e impulsionar o sangue do coração para a circulação sanguínea; e o epicárdio, que reveste o coração externamente.
Conforme demonstrado na Figura 1, o coração é dividido em quatro câmaras: dois átrios e dois ventrículos, que formam respectivamente uma bomba aspirante, ou seja, que recebe o sangue, e uma bomba propulsiva, responsável por bombear o mesmo. Além disso, ele possui quatro valvas, que serão exploradas ao longo deste texto.

desenho anatomia cardíaca anatomia do coração anatomia de coração coração anatomia anatomia coração

Figura 1. Desenho esquemático do coração humano (fonte: https://infoescola.com).

 

O lado direito do coração é responsável pela circulação pulmonar e é constituído pelo átrio direito, valva tricúspide, ventrículo direito e valva pulmonar. Já o lado esquerdo é o encarregado de bombear sangue para todo o corpo (circulação sistêmica) e é formado pelo átrio esquerdo, valva mitral, ventrículo esquerdo e valva aórtica. A Figura 2 retrata o órgão recortado para mostrar seu interior.

anatomia cardíaca anatomia do coração humano anatomia de coração coração anatomia anatomia coração

Figura 2. Anatomia do coração humano (fonte: http://www.misodor.com/CORACAO.php).

3) Quais são as valvas do coração e qual sua localização?

Antes de nomear as valvas cardíacas, uma dúvida importante: valvas ou válvulas? O termo mais utilizado no meio médico é valva, pois estabeleceu-se que este termo oriundo do latim deve ser restrito às quatro estruturas cardíacas. As demais estruturas vasculares (presentes nas veias dos membros superiores e inferiores) e os componentes de uma valva recebem o nome de válvula.
As valvas cardíacas são compostas por tecido conjuntivo revestido por endocárdio e permitem o fluxo de sangue em um único sentido. Elas são classificadas em atrioventriculares e semilunares, sendo que as primeiras estão abertas durante a diástole e fechadas durante a sístole ventricular. Já as semilunares fazem o oposto, permanecem fechadas durante a diástole ventricular e abertas durante a sístole, para permitir o bombeamento do sangue para as circulações sistêmica ou pulmonar.
No lado direito do coração, a valva tricúspide separa o átrio direito do ventrículo direito. Ela recebe esse nome por possuir três folhetos (cúspides). Na saída do ventrículo direito, antes de chegar à artéria pulmonar, está localizada a valva pulmonar, que é classificada como semilunar devido ao seu formato de meia lua com concavidade voltada para a luz da artéria a qual está ligada.
Já no lado esquerdo, a valva mitral, também conhecida como bicúspide, separa o átrio esquerdo do ventrículo esquerdo. Na saída do ventrículo esquerdo está a valva aórtica, também classificada como semilunar.

4) Quais são as veias e artérias do coração?

Apesar da aorta ser a artéria mais conhecida de todo acadêmico que inicia seus estudos de anatomia cardiovascular, ela não faz parte do coração. Seus primeiros ramos são as artérias coronárias, responsáveis por levar oxigênio e nutrientes ao próprio coração. Afinal, nada mais justo que o órgão encarregado de bombear sangue para todo o corpo seja o primeiro a receber o sangue devidamente oxigenado.
As artérias coronárias penetram no miocárdio e se ramificam em um plexo de capilares, levando sangue a todas as células do coração. Logo na raiz da aorta, estão localizados os dois óstios coronarianos: o direito, que dá origem à artéria coronária direita (CD) e o esquerdo, que origina o tronco coronário esquerdo (TCE). A CD é a responsável por irrigar o ventrículo direito na sua porção anterior, enquanto seu principal ramo, a artéria descendente posterior, irriga a parte posterior dos ventrículos. O TCE se bifurca em artéria descendente anterior (DA), que acompanha o septo interventricular (o que divide os dois ventrículos), mas é responsável principalmente por irrigar o ventrículo esquerdo; e em artéria circunflexa (CX), que segue um trajeto posterior à aurícula esquerda e ao longo do sulco atrioventricular esquerdo.
Como toda artéria tem sua veia correspondente, as veias coronárias estão localizadas anatomicamente próximas às artérias coronárias. Elas são as responsáveis por recolher o sangue pobre em oxigênio do coração e levar até o seio coronário, que entra no átrio direito próximo ao óstio da veia cava superior.

arterias coronarias veias cardiacas anatomia cardíaca anatomia do coração anatomia de coração coração anatomia anatomia coração

Figura 3. Artérias coronárias e veias cardíacas (fonte: NETTER, F. H. Atlas de Anatomia Humana).

5) O que tem dentro do coração humano?

Por dentro, o coração é revestido pelo endocárdio, uma membrana fina que fica em contato direto com o sangue. As estruturas internas que podem ser observadas são os músculos papilares e as cordas tendíneas no interior dos ventrículos, responsáveis por impedir que as valvas atrioventriculares “virem do avesso” devido à alta pressão no interior destas câmaras no momento da sístole. Uma curiosidade em relação às valvas é que as semilunares não possuem este aparato muscular, pois a pressão no interior das artérias aorta e pulmonar as mantêm fechadas durante a diástole.
As paredes atriais são formadas por músculo pectíneo, que confere um aspecto rugoso às mesmas e forma uma bolsa conhecida como aurícula em cada um dos átrios, que é a primeira porção do coração a se contrair em um batimento cardíaco.

6) Como é formado o coração humano?

A formação do coração fetal se inicia na 3a semana de gestação com a aparência de um tubo, dividido em tronco arterioso, bulbo arterioso, ventrículo primitivo, aurícula primitiva e seio venoso, conforme demonstrado na Figura 4. Até a 8a semana de gestação este tubo sofrerá torções e divisões em seu interior. O ventrículo e a aurícula primitivos se dividirão cada um em direito e esquerdo e células especiais se dividirão para formar as valvas atrioventriculares. Este tubo vai “dobrar” ao meio, de forma que os ventrículos fiquem em uma posição abaixo dos átrios, como na Figura 1 deste texto. Já o tronco arterioso se dividirá como uma espiral em seu interior, separando a aorta da artéria pulmonar e dando um aspecto torcido às mesmas. O seio venoso dará origem às veias cavas superior e inferior e às veias pulmonares.
O coração fetal passa a desempenhar sua função de bomba em torno de 28 dias de gestação, mas só adquire a formação de um coração, como vemos nos livros de anatomia, em torno do 56o dia. De qualquer forma, o coração do bebê só estará completamente formado após o seu nascimento, devido a algumas particularidades da circulação sanguínea fetal. Mas isso já é assunto para outro texto.

anatomia do coração humano primitivo anatomia cardíaca anatomia do coração anatomia de coração coração anatomia anatomia coração

Figura 4. Anatomia do coração humano primitivo (fetal) (fonte: adaptado de https://infomedica.fandom.com).

7) Como o coração humano funciona?

O sistema de condução do coração é composto por fibras cardíacas especializadas e auto-excitáveis, capazes de gerar e conduzir impulsos elétricos por todo o miocárdio. Estas fibras possuem algumas diferenças estruturais em relação às demais, mas todo esse sistema é indistinguível a olho nu na dissecação do coração.
Fazem parte do sistema de condução o nó sinoatrial, localizado na região superior do átrio direito e que comanda o ritmo e a frequência das contrações cardíacas; os feixes internodais, ramificações que conduzem o estímulo elétrico até o nó atrioventricular; o feixe de Bachmann, que conduz o estímulo até o átrio esquerdo, facilitando a contração simultânea dos átrios; o nó atrioventricular, localizado próximo ao septo interatrial, responsável por retardar a condução do impulso elétrico para que o ventrículos se encham de sangue; o feixe de His e fibras de Purkinje, que conduzem o estímulo ao longo do septo interventricular até as fibras da parede dos ventrículos, levando à sístole ventricular. Todo esse sistema está detalhado na Figura 5.

anatomia do coração humano primitivo anatomia cardíaca anatomia do coração anatomia de coração coração anatomia anatomia coração

Figura 5. Sistema de condução do coração (fonte: https://www.slideshare.net/resenfe2013/estimulao-cardaca-artificial).

Referências

Anatomia do Coração. Disponível em: <http://anatomiaonline.com/circulatorio/coracao/ coracao.html>. Acesso em 29 de junho de 2020, às 15:00.

Anatomia e Fisiologia do Coração. Disponível em: <http://www.misodor.com/CORACAO. php>. Acesso em 29 de junho de 2017, às 17:30.

HALL, J. E. Guyton & Hall Tratado de Fisiologia Médica. 12ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

MOORE, K. L. Anatomia Orientada para a Prática Clínica. 4ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.

MOORE, K. L.; PERSAUD, T. Embriologia Básica. 9ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

NETTER, F. H. Atlas de Anatomia Humana. 5ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

 

Autora

Luciana Pereira Carletto – Biomédica Perfusionista (CRBM 30792).

Você também vai querer ler:

Alto nível de colesterol em 30s, 40s, pode aumentar mais tarde os riscos de doenças no coração

Hemoterapia: componentes do sangue, fracionamento, formas e indicações

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.