analises clínicas veterinaria interpretação de exames laboratoriais veterinários

As 5 principais dúvidas sobre interpretação de exames laboratoriais veterinários que devem estar passando pela sua cabeça!

23 set
Postado por Marina Caxias Categoria: Blog

Já ouviu falar em exames laboratorais veterinários ? Sabe como é a interpretação de exames laboratoriais realizados em animais? Leia este artigo até o final e descubra!

 

Conheça mias de 50 cursos online com certificados! Conheça IBAPFLIX – CLIQUE AQUI!

 

Já há algum tempo os animais de estimação deixaram de ser apenas um bicho para se tornarem parte das famílias, hoje há mais casas com animais do que com crianças no Brasil.
Com o aumento do apego aos animais surge também um aumento na preocupação com sua saúde e qualidade de vida, para isso já foram criados até planos de saúde para animais.
Mas o maior avanço está na realização de exames de diversos tipos, para ajudar na detecção de doenças ou para prevenir o aparecimento de algumas patologias. Os exames também ajudam a acompanhar a resposta do organismo do animal aos tratamento de doenças.
Hoje são realizados exames como hemogramas, exame de fezes e de urina, testes dermatológicos e exame retal. Existem outros mas esses são os mais realizados.
É comum aos donos de animais de estimação ficar com dúvidas quando seus animais precisam passar por exames laboratoriais, para te ajudar a acabar com essas perguntas selecionamos os 5 principais questionamentos.

 

CURSO DE INTERPRETAÇÃO DE EXAMES LABORATORIAIS VETERINÁRIOS

CLIQUE AQUI

 

1. Como são feitos os exames laboratoriais veterinários?

exame físico, laboratório veterinário, veterinário, exames laboratoriais, medicina veterinária, diagnóstico veterinário, análises clínicas coleta sangue veterinaria
Cada um dos exames tem definidos seus protocolos de conduta para que o exame seja realizado com sucesso, escolhemos os 2 principais para te mostrar como funciona.

 

– Hemograma
O primeiro passo do exame é o preparo do animal pelo seu dono. Devem ser consideradas todas as orientações do laboratório quanto a jejuns ou evitar estresse animal.
A segunda etapa é a coleta do sangue, ela deve ser feita nas veias das patas ou na jugular, isso é definido de acordo com o porte do animal.
O líquido coletado deve ser armazenado em um pote contendo anticoagulante para manter a integridade da amostra.
A etapa da análise é uma das principais na hora de realizar o exame de sangue (hemograma), essa função cabe somente a profissionais treinados, pois na maioria dos casos o manuseio incorreto do aparelho de análise ou da amostra acaba com a confiabilidade do exame.
Na análise o sangue é dividido em três partes que serão estudadas de forma separada, é a série branca, série vermelha e as plaquetas.
A série branca ou leucócitos são a parte que mostra principalmente questões relacionadas com o sistema imunológico e suas reações.
A série vermelha ou eritrograma mostra a composição de nutrientes no sangue, seus excessos ou déficit e se há a presença de parasitas ou microorganismos circulando pelo corpo do animal.
As plaquetas são a parte que mostra como está a coagulação do animal e a eficiência do seu combate às feridas e infecções.

 

– Exame de urina
A primeira parte é a coleta do material, ela pode ser feita pelo dono mas para isso é preciso certificar que a área em contato com a urina esteja totalmente esterilizada, como essa é uma questão difícil é mais indicado o uso de cistocentese.
Caso o exame não possa ser realizado imediatamente após a coleta, é preciso manter a amostra de urina sob refrigeração para garantir sua integridade.
A primeira análise da amostra é feita quanto à quantidade de urina, quando esse valor está aumentado pode ser sinal de doenças renais ou diabetes e se estiver diminuído pode significar desidratação ou queda da pressão sanguínea.
A segunda parte da análise é quanto às características da amostra, a cor da urina diz se há a presença de outros elementos, dependendo da cor podem ser identificados resquícios biliares ou componentes do sangue.
O odor da urina não traz uma ajuda efetiva quanto ao diagnóstico, mas pode ajudar a identificar que há algum problema.
A densidade da urina aponta problemas renais, diabetes ou desidratação. O exame químico da urina analisa quesitos como pH, a presença de glicose, proteína, bilirrubina, corpos cetônicos e sangue oculto.
Sendo detectado qualquer desses elementos na amostra é possível decifrar o que está acontecendo no organismo do animal.

 

2. Onde são feitos os exames laboratoriais veterinários?

A coleta das amostra para análise é feita pelo próprio veterinário que atende o animal, após esse processo a amostra é encaminhada para um laboratório de análises clínicas voltado para o ramo veterinário e lá é feito todo o preparo e estudo do material.

 

3. Quem faz e quem analisa os exames laboratoriais veterinários?

biomedico analises clinicas veterinaria interpretação de exames laboratoriais veterinários
O estudo do material ainda no laboratório de analises clinicas é feito por biomédicos, ou veterinários especializados em exames veterinários juntamente com técnicos e assistentes, os quais são responsáveis pelo preparo das amostras.
O laboratório envia um relatório indicando as condições da amostra e o que contém ou não o coletado, mas quem deve fazer o diagnóstico final é o médico veterinário responsável pelo animal.
O veterinário diante dos dados consegue entender o que cada item significa e quais doenças estão associadas aos elementos analisados.

 

4. Quais doenças podem ser detectadas pelos exames laboratoriais veterinários?

Pela análise da amostra de sangue do animal é possível detectar a presença de diabetes, doenças renais, colesterol alto, presença de parasitas no organismo, desidratação, baixa imunidade, anemias, presença de bactérias, problemas hormonais e problemas de coagulação.
Já com a análise da urina é possível detectar a presença de parasitas, problemas renais, problemas hepáticos, desidratação, infecções e diabetes.
No exame de fezes é possível detectar presença de parasitas, desarranjos intestinais, presença de úlceras intestinais, problemas hepáticos e indicativos de câncer.
Lembrando que todos esses exames precisam se analisados por um médico veterinário que esteja acompanhando o tratamento do animal para garantir que o diagnóstico seja o mais preciso possível.

 

5. Quanto tempo demora para ficar prontos os exames laboratoriais veterinários?

O tempo de cada exame depende do que será analisado na amostra, como por exemplo:
Hemograma: de 1 a 24 horas.
Plaquetas: de 1 a 24 horas.
Glicemia: até 24 horas.
Urina: Pelo menos 24 horas.
Cultura da urina: de 2 a 5 dias.
Tipo sanguíneo: de 1 a 12 horas.
Perfil dos rins: de 1 a 24 horas.
Perfil do fígado: de 1 a 24 horas.
Exame parasitológico: de 1 a 24 horas.

Se você se interessou pelo assunto e quer estudar mais aprofundadamente o tema Clique Aqui e se inscreva no nosso Curso de Interpretação de Exames Laboratoriais Veterinários.

Você também vai gostar de ler:

Você Está Pronto Para Entender Hematologia e Bioquímica Clínica Veterinária de uma vez por todas? Confira essas dicas!

6 Perguntas Sobre Interpretação de Exames Laboratoriais Veterinários Que Você Sempre Quis Fazer!

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.