benefícios do aleitamento materno

Quais os benefícios do aleitamento materno

15 jan
Postado por Marina Caxias Categoria: Blog

A amamentação é mais do que uma prática natural da qual é possível trazer muitos benefícios não só para o bebê, como para a mamãe e para toda a família.
A primeira dica é sempre utilizar o aleitamento materno como meio exclusivo de alimentação, até os seis meses de vida da criança. Ou seja, até essa idade, se possível, o bebê deverá receber unicamente o leite materno. Não existe a necessidade de oferecer qualquer outro tipo de bebida ou comida, nem mesmo água.
Depois deste período o aleitamento materno deve continuar, por até dois anos de idade, mas com alimentação complementar.
É muito comum encontrar milhares de artigos sobre este assunto, pois de uma maneira ou de outra, por mais “comum” que possa parecer o aleitamento materno, existem muitas dúvidas relacionadas a ele.
Em nosso artigo de hoje, iremos desmistificar o aleitamento materno, trazer para vocês todos os benefícios que ele pode trazer para você e para o seu bebê. Acompanhe com a gente.

 

Vantagens do aleitamento materno

Quando se trata dos benefícios e vantagens do aleitamento materno, devemos ressaltar a princípio:
• Total interação entre mãe e filho;
• Auxilia no desenvolvimento emocional e motor do bebê;
• Faz com que o útero retorne ao tamanho natural de forma bem mais rápida;
• Diminuição dos riscos de hemorragias após o parto, e como consequência, dos riscos de anemia nas mamães;
• Diminuição de riscos de cânceres de ovário e de mama.
O leite materno é extremamente ideal e completo para os bebês, pois consegue reunir em quantidades suficientes, todos os nutrientes que uma criança necessita. Auxilia no crescimento, na digestão, hidrata e ainda protege contra alergias e infecções. Sem contar na diminuição de problemas nos dentes e na fala, que na maioria dos casos procede da utilização de mamadeiras e chupetas.

 

Como amamentar o bebê corretamente?

Para amamentar o seu bebê da maneira correta, a aréola – parte mais arredonda e escura do seio – precisa estar macia, limpa e flexível. Assim o bebê quando posicionado de maneira adequada, que é quando o bebê está com a barriga de frente para o corpo da mãe. Alinhe a criança, mantendo sua coluna e cabeça em linha reta. Mantenha a boca do bebê de frente para o bico do seio, para que ele consiga abocanhar de maneira correta.
Existem também alguns mitos sobre o aleitamento materno, dos quais acabam querendo minimizar os benefícios do aleitamento materno. Vamos falar um pouco sobre eles abaixo.

 

Mitos sobre o aleitamento materno

Existem alguns mitos que acabam atrapalhando o aleitamento materno. Vamos mostrar a vocês alguns mitos e verdades, veja:
– Mitos
• Se convencer de que o leite de vaca é muito mais completo em nutrientes se comparado com o aleitamento materno;
• Caso a mãe não consiga efetuar o aleitamento materno com o primogênito, não conseguirá consequentemente com o segundo;
• Bebês que estejam com diarreia não devem ser amamentados;
• Mulheres que acabam engravidando logo após do parto, não podem continuar amamentando;
• Existem mulheres que produzem pouca quantidade de leite, então o mesmo não deverá ser oferecido ao bebê.
– Verdades
• O estresse está associado na influência direta da produção de leite;
• O leite materno pode e deve (caso seja necessário) ser congelado;
• Utilizar o aleitamento materno como alimentação exclusiva até o sexto mês de vida;
• Na fase de aleitamento materno, é preciso sempre prescrição médica para todo e qualquer medicamento;
• Não existe em hipótese alguma a chance de existir leite fraco.
O aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida, em crianças brasileiras, teve um grande crescimento nos últimos anos. De acordo com pesquisas realizadas pelo Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional, há uma década somente 75% das crianças recebiam aleitamento materno exclusivo, atualmente os números já chegam a 91%.

 

Benefícios do aleitamento materno para os bebês

armazenamento do leite materno amamentação com segurança

O leite materno possui absolutamente todos os nutrientes que um bebê precisa, principalmente até o sexto mês de vida. O aleitamento materno é considerado como uma excelente “vacina”, pois consegue proteger os bebês de inúmeras doenças.
Sem contar que ele aumenta o contato íntimo entre o bebê e a mãe. Ajuda na diminuição de riscos relacionados à alergia, asma, dermatite atópica e muito mais. Reduz também chances de desenvolver problemas relacionados com obesidade e ainda o movimento de sucção é um excelente exercício, auxiliando em dentes muito mais bonitos, boa respiração e desenvolvimento da fala.

 

Benefícios do aleitamento materno para as mamães

Os benefícios do aleitamento materno para as mamães também são excelentes. Primeiro que irá auxiliar na recuperação do útero, ajudando na diminuição de hemorragias e anemia depois do parto.
Auxilia na redução de diabetes, cânceres de ovário e de mama, e é uma ótima e natural maneira de evitar uma outra gravidez, já nos primeiros seis meses de vida do bebê que acabou de nascer. Porém, devemos ressaltar que isso ocorre quando é feito o aleitamento materno exclusivo e em livre demanda (quando o bebê quiser).
A primeira fase de vida de um bebê é extremamente importante para o seu crescimento. E certamente possui um enorme impacto sobre as condições mentais e físicas de uma criança. Ou seja, se você deseja garantir saúde para o seu filho, o aleitamento materno deve fazer parte de sua rotina.
O aleitamento materno é extremamente completo. Significando que, até o sexto mês de vida do bebê, você não precisará oferecer nenhum tipo de alimento ou bebida. Dessa maneira você consegue todos os benefícios do aleitamento materno!
Não deixe oferecer o alimento da vida para seus filhos, não caia em mitos e acredite no poder dos benefícios do aleitamento materno.

 

Você também vai gostar de ler:

Como deve ser feito o armazenamento do leite materno?

Até quando eu devo amamentar o meu bebê?

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.