Conheça mais sobre a doação de sangue

15 ago
Postado por IBAP Cursos Categoria: Blog

Doar sangue é doar vida. As transfusões não somente formam parte do tratamento de determinadas doenças como também ajudam a salvar vidas perante situações clínicas graves. Normalmente, vítimas de acidentes de trânsito e de outras situações que gerem trauma físico intenso precisam recorrer à transfusão.
Cada pessoa adulta conta com aproximadamente cinco litros de sangue. O sangue rico em oxigênio é bombeado pelo coração através das artérias para chegar a todos os tecidos do organismo. O processo descrito também é conhecido como circulação maior.

Após o líquido vital chegar aos tecidos, o coração recupera-o mediante o transporte pelas veias. Aproximadamente 55% do sangue é formado por plasma, um líquido que serve de meio aquoso para a suspensão das plaquetas, glóbulos vermelhos e glóbulos brancos.

Quais são as funções do sangue?

O sangue é responsável por diversas funções no organismo. Veja a seguir uma listagem com as principais funções sanguíneas:

  • As plaquetas possibilitam a coagulação, ou seja, são fundamentais para a cicatrização das feridas evitando assim hemorragias.
  • Os glóbulos vermelhos levam o oxigênio obtido nos pulmões às células do organismo e recolhem o dióxido de carbono dos tecidos e levam aos pulmões para ser eliminado.
  • O sangue promove a manutenção do equilíbrio hídrico no organismo e transporte de hormônios produzidos pelas diferentes glândulas do organismo.
  • O plasma transporta nutrientes e água indispensáveis para a alimentação dos tecidos.
  • A presença de glóbulos brancos defende o organismo humano dos ataques dos microrganismos. Sendo assim, eles cumprem uma função moduladora do sistema imunológico.
  • Coleta de resíduos do metabolismo celular para posterior eliminação destes através da urina.

O que é a doação de sangue?

Durante o procedimento de doação são retirados 450 ml de sangue, aproximadamente. Esse deve ser feito com supervisão de um médico ou enfermeiro, isso garante a tranquilidade e o bem-estar do doador.

A doação de sangue não dói e não oferece riscos à saúde. Todo o procedimento envolvido na coleta do material biológico tem duração aproximada de 55 minutos.

Existem três tipos de doação de sangue:

  • Doação Espontânea: É aquela que a pessoa doa por opção e porque sente necessidade em ajudar o próximo.
  • Doação Vinculada: Quando a doação é realizada para colaborar com algum paciente em especial.
  • Doação Autóloga: A pessoa doa sangue para si.

Quem pode doar sangue? Quais os requisitos?

A doação de sangue pode ser feita por pessoas que tenham determinadas condições clínicas para isso. Inclusive, a quantidade de restrições é um dos motivos pelos quais os bancos de sangue padecem de material.

O rigor extremo na aceitação de doadores é fundamental para assegurar a qualidade do material. Essa triagem restrita segue normas internacionais e nacionais e também promove a segurança tanto do doador quanto do receptor.

Existem requisitos básicos para a doação de sangue. Além destes, há impedimentos temporários ou definitivos que limitam essa doação.

Requisitos fundamentais para a doação de sangue

  • Idade entre 16-69 anos.
  • Ter feito a primeira doação até 60 anos.
  • Ter dormido como mínimo seis horas durante as últimas 24 horas.
  • Possuir no mínimo 50 kg de massa corporal.
  • Manter uma dieta equilibrada e evitar o consumo de gorduras por, no mínimo, quatro horas antes de realizar o procedimento.
  • Contar com bom estado de saúde.
  • Ter em mãos documento de identificação com foto, expedido por órgão oficial. A foto deve ser recente.

Impedimentos temporários para doar sangue

  • Estar amamentando caso o parto tenha ocorrido há no mínimo 12 meses.
  • Ter consumidor bebida alcoólica nas últimas 12 horas.
  • Ter feito cirurgia odontológica nas últimas 4 semanas.
  • Ter herpes bucal ou genital. No entanto, após as lesões desaparecerem pode-se realizar a doação.
  • Ter ou estar em tratamento para Herpes Zoster. A doação poderá ser feita somente seis meses após a cura.
  • Ter tomado vacina contra gripe nas últimas 48 horas.
  • Ter feito maquiagem definitiva ou tatuagem nos últimos 12 meses.
  • Parto normal há menos de 90 dias ou parto por cesariana nos últimos 180 dias.
  • Ter feito sessão de acupuntura com materiais descartáveis nas últimas 24 horas.
  • Ter feito sessão de acupuntura com material de procedência duvidosa nos últimos 12 meses.
  • Ter estado em local com surto de febre amarela nos últimos 30 dias.
  • No caso de ter contraído febre amarela, aguardar recuperação e esperar por seis meses para doar sangue.
  • Ter tomado vacina contra febre amarela nas últimas 4 semanas.
  • Para resfriados é preciso esperar 7 dias depois do desaparecimento dos sintomas.
  • Tratamento de canal ou extração dentária nos últimos 7 dias. Esse tempo pode oscilar dependendo da medicação usada. Consulte o seu odontologista.
  • Ter realizado procedimentos endoscópicos seis meses antes da doação.
  • Situações de risco de ter contraído DSTs devem ser consideradas. Para isso, é necessário aguardar 12 meses.
  • Ter estado em locais onde a incidência de malária é expressiva. Os principais estados brasileiros são Amazonas, Acre, Rondônia, Maranhão, Roraima, Amapá, Tocantins, Pará e Mato Grosso.
  • No caso da hepatite causada por uso de medicação, após a cura é preciso recorrer à avaliação médica. Caso esteja completamente curada/o, será apta/o à doação de sangue.

Impedimentos definitivos para doar sangue.

  • Hepatite B e C
  • Vírus HIV
  • AIDS
  • Afecções atreladas ao HTLV;
  • Doenças de Chagas;
  • Hepatite depois de ter completado 11 anos.
  • Malária

 

Quais os tipos sanguíneos?

O grupo sanguíneo é uma forma de agrupar certas características do sangue tendo como base a presença ou ausência de determinadas moléculas chamadas de antígenos. Estes antígenos estão localizados na superfície dos glóbulos vermelhos.

Existem muitos grupos sanguíneos, no entanto, o mais importante a título de transfusão é o sistema ABO e o Rh.

Sistema ABO

Neste caso, a substância que determina o grupo sanguíneo são os glicídios. De acordo com a sua composição podem ser encontrados quatro grupos A, B, AB, O. O que diferencia um tipo de outro é a presença de determinados antígenos. O grupo A possui antígeno A, o B conta com antígeno B, o grupo AB possui ambas qualidades de antígenos e o grupo O não possui nenhum deles.

Sistema Rh

O sistema Rh é a segunda tipagem sanguínea. Ele foi descoberto no ano de 1940 por meio de experimentos em macacos da espécie Rhesus (origem do nome do grupo). As pessoas que possuem fatores Rhesus no seu organismo são classificadas como Rh+. Quem não conta com os fatores é considerado Rh-.

Onde doar sangue?

Um banco de sangue é uma entidade encarregada ou responsável pela seleção do doador. Além disso, responsabiliza-se pela coleta de material, análise, processamento, armazenamento e distribuição do sangue e dos componentes. Também verifica a compatibilidade do receptor perante o material por meio de testes e exames. Tudo é feito buscando a entrega do material certo para o paciente certo. Um dos aspectos fundamentais é o controle de qualidade. Os bancos mantêm um índice ótimo de qualidade de serviço e buscam incentivar a doação de sangue.

A doação de sangue pode ser feita em qualquer Hemocentro. Muitas vezes ocorrem mutirões no intuito de estimular a doação de sangue. Locais onde prestam serviço de hemoterapia frequentemente recebem doações de sangue.

Os postos de coleta variam de acordo com o Estado, porém, nos Hemocentros eles possuem uma relação dos locais onde pode ser realizada a doação.

Como é uma transfusão de sangue?

Após recolher o sangue do doador, realiza-se uma série de procedimentos com o material. Posteriormente, ele é colocado dentro de uma bolsa de material plástico descartável.

Quando um paciente necessita de transfusão, recorre-se ao banco de sangue (Hemocentro) e consegue-se a quantia necessária. Antes de iniciar a transfusão efetua-se um exame para ter certeza da compatibilidade entre doador e receptor. Por meio intravenoso inicia-se a doação. O volume de sangue que deverá ser transfundido assim como o tipo de transfusão varia conforme indicação médica. É comum a prescrição médica de anti-histamínicos antes da transfusão, isso minimiza ou elimina as chances de o paciente ter reações por conta desse procedimento.

O que é auto-hemoterapia?

Este procedimento é terapêutico. Consiste na retirada do sangue mediante seringa e posterior aplicação intramuscular no mesmo paciente. Durante o procedimento é retirado um volume entre 5 e 20 ml de sangue do antebraço. Posteriormente, ele é aplicado no glúteo ou no braço.

A finalidade desta terapia é aumentar a taxa de macrófagos no organismo. Estas células têm como função a defesa do corpo. As retiradas e aplicações de sangue são feitas a cada sete dias. Espera-se que durante o tratamento o paciente consiga manter um índice quatro vezes superior de macrófagos do que o normal.

Mas, como há o aumento dos macrófagos por meio do estímulo do próprio sangue? Isso ocorre porque ao sangue ser injetado no músculo, este ocasiona uma reação de rejeição pelo organismo. Isso desencadeia a reação do sistema imune, ou seja, o seu estímulo. Como consequência, ocorre o envio de macrófagos ao local onde o sangue foi depositado.

Embora existam muitos relatos acerca da efetividade do tratamento de auto-hemoterapia, a Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular não reconhece o método como científico. A razão disso é que não há estudos científicos na área que certifiquem a eficiência e eficácia da prática.

Em suma, a doação de sangue é um gesto de amor ao próximo, seja ele conhecido ou não. É extremamente importante que a população se conscientize acerca da necessidade de doar sangue, haja vista que os Hemocentros ainda lutam diariamente para conseguir manter os estoques em dia.

Se você deseja saber mais informação sobre doação de sangue ou outros assuntos ligados à saúde, confira o site do IBAP Cursos.

Fique por dentro das novidades e compartilhe-as com os seus amigos nas redes sociais.

Cidades:
Santos/SP – 27/08/2017 – https://ibapcursos.com.br/agenda/curso-de-hemoterapia-e-banco-de-sangue/

Curitiba/PR – 05/11/2017 – https://ibapcursos.com.br/agenda/05112017-curso-de-hemoterapia-e-banco-de-sangue-curitibapr/

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.