emprego na área da saúde erro no trabalho no hospital saúde

Um Pequeno Erro que Pode Custar o Seu Emprego Na Área da Saúde

14 dez
Postado por Marina Caxias Categoria: Blog

Neste artigo iremos falar sobre emprego na área da saúde. Se interessa por por este assunto? Consulte a nossos textos sobre vagas de trabalho!

Um grande número de profissionais brasileiros da área da saúde, somente nos últimos 5 anos, foram alvos de inúmeros processos por negligência. Você sabe quais são os pontos críticos? De acordo com uma pesquisa realizada pelo Applied Nursing Research, os erros que envolvem as medicações são os mais recorrentes, nos EUA.

De acordo com a mesma pesquisa, muitos enfermeiros acabam desempenhando um importante papel no momento de administrar a medicação e zelar pela segurança dos pacientes. É por esse motivo que em pacientes internados, exige o envolvimento direto desses mesmos profissionais, garantindo sua real eficácia.

Na publicação feita pelos pesquisadores, eles testaram a chance de que muitas unidades hospitalares, que possuam maior atividade relacionada à complexidade de administração de diferentes classes de drogas, estariam então associadas ao grande aumento de erros de administração de medicações.

Muitos dos erros que ocorrem, podem ser evitados. E é por isso que um pequeno erro pode custar o seu emprego na área da saúde. Em nosso artigo de hoje, vamos falar sobre esses possíveis erros e como você pode evitá-los em seu dia a dia. Acompanhe.

 

Quer aumentar suas chances no mercado de trabalho?

Faça cursos online! Clique aqui e conheça o passaporte IBAP!

passaporte ibapflix

 

Erros comuns na área da saúde

emprego na área da saúde erro no trabalho no hospital saúde

Foram analisados um total de 1276 erros de medicação, todos em pacientes ainda hospitalizados e administrados por enfermeiros. Os erros mais comuns foram dados na classe de drogas cardiovasculares – 24,7%. Dentro desta classe, o primeiro lugar ficou com os anticoagulantes – 11,3%. 

O segundo lugar ficou com os antimicrobianos – 19,1% – e em terceiro a vancomicina – 6,1%. Os erros tiveram como efeito direto em pacientes, em torno de 10% e 11% de aumento da monitorização. Os erros médicos acontecem normalmente em terapias intensivas e unidades cirúrgicas.

 

Como evitar os possíveis erros na área da saúde? 

É muito comum encontrar pessoas que se lembrem de ao menos uma situação estressante, relacionada a procedimentos médicos e tratamentos. Seja uma experiência com amigos próximos, familiares, divulgada pela mídia ou até mesmo pessoal. 

Mesmo que seja comum ouvirmos o termo “erro médico” o correto é dizer “erro clínico”, pois isso pode envolver diferentes profissionais da área da saúde e isso não se estende somente ao médico.

O Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde (IBES), afirma que a prevenção deve partir dos próprios familiares e pacientes, bem como dos profissionais da saúde que estejam envolvidos em algum procedimento ou tratamento.

Isso porque muitos dos pacientes que acabam sofrendo algum tipo de adversidade, nem ao menos sabem, a não ser que claro, seja algo muito evidente. Um bom exemplo é em cirurgias. 

Por que isso acontece? Porque muitos profissionais da área da saúde não são altamente capacitados por suas instituições de saúde, e não agem de maneira sistemática já no momento que encontram algum evento adverso ou mesmo um erro. 

A maioria dos casos acaba sendo subnotificada, na maioria dos casos por medo de punição, vergonha ou pela própria falta de diretrizes institucionais que prezem pela transparência de erros. 

 

Vamos citar alguns dos erros mais comuns dentro da área da saúde, acompanhe:

  • Infecção da corrente sanguínea quando associada a utilização de cateter venoso central;
  • Infecção do trato urinário quando associado a utilização de cateter;
  • Lesões por quedas;
  • Infecções cirúrgicas;
  • Úlceras por pressão – escaras;
  • Eventos adversos obstétricos;
  • Pneumonia associada à ventilação mecânica;
  • Trombose venosa – coágulos que se formam no sangue.

Dados da OMS – europeus – afirmam que os eventos adversos e erros estão em torno de 8 a 12% de todas as internações. Países como Dinamarca, França e Espanha possuem diferentes estudos sobre os mesmos resultados.

As evidências que giram em torno dos erros clínicos, nos mostram que de 50 a 70% dos danos, podem ser evitados. Da mesma maneira que diferentes estatísticas mostram que as estratégias existentes para a redução destes números na própria União Europeia, conseguiram contribuir para prevenir em torno de 750 mil erros médicos anuais. 

Esses números apontam cerca de 3,2 milhões a menos de hospitalizações e 260 mil a menos de invalidez e menos 95 mil mortes! Aqui no Brasil, os casos de erros médicos, só vem aumentando, com números de processos que chegam a mais de 260 anuais.

A área da saúde é repleta de riscos. Isso porque todo o ser humano é vulnerável e passível ao erro, e na maioria dos casos ocorre pela fragilidade que o processo apresenta.

Da mesma maneira que ocorre em outras áreas, a melhor e mais efetiva solução, está na melhor capacitação dos seres humanos. Caso o profissional da área da saúde chegue à falha, processos e sistemas estarão ativos para conseguir contornar todo tipo de problema.

Vamos dar um exemplo, em casos que seja administrada uma medicação de maneira errada, isso deve antes passar por uma análise técnica feita por um farmacêutico, conferido no momento da dispensação, até chegar no momento da enfermagem checar. 

Em instituições acreditadas, isso deve sim ocorrer e de maneira sistemática. Assim as possibilidades de erros diminuem consideravelmente.

Os profissionais da área da saúde, provavelmente, são os profissionais mais cobrados. Até pelo fato de lidarem com vidas humanas, a cobrança é muito grande, nós sabemos. Um pequeno erro pode causar a perda de uma vida.

Por isso é tão importante atentar-se aos erros que podem valer o seu emprego na área da saúde. Esteja sempre muito atento, não faça mais do que o seu corpo e mente aguentam, pois você lida com o que há de mais importante: a vida.

 

Você também vai gostar de ler:

Saiba Exatamente O Que Profissionais da Saúde NUNCA devem Fazer ao procurar uma vaga de emprego?

Quer aumentar suas chances de ser chamado para entrevistas de emprego na área da saúde? Então você precisa ler isto primeiro!

Você enviou dezenas de currículos e não foi chamado para as vagas de emprego? Clique e descubra o real motivo!

 

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.