stress

Stress no trabalho pode causar AVC!

12 fev
Postado por Categoria: Blog

Nos últimos tempos têm se acalorado a discussão da relação do estresse com o AVC (acidente vascular cerebral), também chamado de AVE (acidente vascular encefálico) Normalmente é comum ouvir sobre a relação de estresse com parada cardíaca, mas a associação com o derrame cerebral tem movimentado bastante a comunidade cientifica, que discute a veracidade da informação através de estudos e da publicação de artigos em jornais, revistas e sites sobre ciência e saúde do corpo.

 

A definição de stress e AVC

stress

O stress é conhecido como uma doença moderna, normalmente relacionada a pessoas engravatadas em escritórios. Porém, a doença pode ocorrer em qualquer situação de trabalho intenso, sendo que muitas vezes as causas primordiais não são identificadas, mas que muitas vezes estão ligadas a problemas internos ou externos das pessoas. O estresse pode ser definido por uma sensação súbita de emoções que modificam nossas condições físicas, como a produção desequilibrada de adrenalina, por exemplo.

De fácil compreensão, o acidente vascular cerebral ocorre quando há um entupimento ou rompimento de um ou mais vasos sanguíneos encontrados no cérebro. Desse modo, a doença é categorizada como AVC Isquêmico (entupimento dos vasos que levam sangue ao cérebro) e AVC Hemorrágico (rompimento do vaso que acaba provocando sangramento no cérebro).

A relação entre o stress e o AVC

stress

Antigamente o estresse estava ligado a profissões de risco ou intensas, como mineração e trabalhos insalubres no geral, mas nos dias atuais a doença também está presente nos “empregos comuns”. O dia a dia da cidade grande pode afetar consideravelmente a vida das pessoas. Por isso que se iniciaram as pesquisas para avaliar a condição que pode identificar uma correlação entre o estresse e o AVC.

Entretanto, os resultados ainda não são precisos.

“Existe uma aparente correlação entre estresse e o AVC, mas esse aspecto necessita ser encarado com muita cautela“, diz Katarina Jood, pesquisadora da Sahlgrenska Academy e neurologista do Hospital Universitário de Sahlgrenska (Sahlgrenska University Hospital), Suécia.

O conceito também é estendido pela fala de Dingli Xu, MD (Doutor em Medicina), da Universidade Médica do Sul de Guangzhou (Southern Medical University em Guangzhou), que afirma que “muitos estudos correlacionam o estresse com doenças do coração, mas estresse e AVC vem mostrando resultados inconsistentes”.

De acordo com a fala de Jood e Xu, existe a probabilidade, mas ainda não a certeza. Por isso que não pode haver afirmações mais incisivas sobre o assunto, necessitando o desenvolvimento de mais pesquisas para poder chegar a uma conclusão.

Seguindo pelas pesquisas, um estudo feito com 6.700 participantes, que avaliava a correlação de problemas psicológicos com a probabilidade de acontecer um AVC ou AIT (ataque isquêmico transitório, também conhecido como mini-avc), publicado na revista cientifica American Heart Association’s, expôs outros dados sobre o assunto. O estudo tinha como base indivíduos entre 45 e 84 com diversos perfis psicológicos.

Conforme as informações coletadas e apresentadas na pesquisa, houve a constatação de um aumento de probabilidade de ocorrer um AVC ou AIT em indivíduos que não possuíam uma vida psicológica saudável em comparação às pessoas que não apresentavam transtornos.

Quando comparadas, a pessoa saudável com a não saudável, houve a constatação de um aumento na probabilidade 86% para pessoas que sofriam com depressão e 59% para aqueles que tinham uma classificação mais elevada de estresse crônico.

As pesquisas mostram também que o estilo de vida das pessoas também influencia não só no estresse como o desenvolvimento de um AVC. O tabagismo, etilismo, sedentarismo, excesso de massa corporal e até a pressão sanguínea funcionam como mecanismos biológicos que podem vir a provocar a doença. Ainda não é possível ter uma conclusão acertada sobre o estresse provocar o AVC, mas o mesmo também não pode ser excluído das probabilidades.

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.