Saiba Mais Sobre o Autismo

31 mar
Postado por Categoria: Blog

O autismo é caracterizado por um conjunto de alterações de desenvolvimento que costuma se manifestar nos primeiros três anos de vida, comprometendo a interação e as habilidades de comunicação do indivíduo.

Ao mesmo tempo em que o autismo afeta a capacidade de interação do indivíduo, ele coloca em evidência a tendência ao isolamento e à solidão, e comportamentos repetitivos e ordenados. A doença é irreversível.

As causas para o surgimento da doença ainda são desconhecidas, no entanto, as pesquisas na área estão cada vez mais intensas. Especula-se que há uma combinação de fatores que levam ao autismo, como a genética e alguns agentes externos.

4-2_00013

Entre os fatores externos que podem contribuir para o aparecimento do transtorno do autismo estão: complicações durante a gravidez, poluição do ar, infecções provocadas por vírus, alteração no trato digestório entre outros.

Sintomas do Autismo

Os pais devem ficar atentos ao comportamento de seus filhos para identificar a presença do autismo. Normalmente, eles percebem que há alguma coisa de errado antes que a criança complete 2 anos de idade.

Geralmente, as crianças com autismo apresentam dificuldades em atividades como:

– comunicar-se verbalmente ou não

– brincar de histórias imaginárias ou faz de conta

– interagir com outras crianças ou com os próprios pais

Algumas das crianças com autismo apresentam um comportamento normal antes de completarem um ou dois anos de vida, podendo “regredir” repentinamente e perder as capacidades que adquiriram anteriormente. Nesses casos, o transtorno é conhecido como autismo regressivo.

As pessoas com autismo normalmente apresentam sinais e comportamentos diferentes das pessoas comuns, como:

– alteração emocional exacerbada provocada por alguma mudança na rotina

– sentidos absolutamente sensíveis, como audição, visão, tato, olfato ou paladar.

– repetição excessiva de determinados movimentos corporais

– apego anormal a algum objeto

Os sintomas para quem sofre com o autismo podem ser considerados moderados ou graves, e os problemas de comunicação do autista podem incluir:

-dificuldade em iniciar ou manter uma conversa simples

– utilizar gestos ao invés de palavras

– dificuldade em ajustar a visão para olhar para algum objeto que outras pessoas estejam olhando (como a televisão, por exemplo)

– referir a si mesmo como se estivesse falando de outra pessoa (usar “você” em vez de “eu”)

– repetir trechos e palavras memorizadas, como partes de uma música ou de um comercial

Diagnóstico e tratamento para o autismo

Quando os pais perceberem que os filhos apresentam um ou mais sintomas da lista de sintomas associados ao autismo, o primeiro procedimento a se tomar é procurar um médico.

Na consulta, os pais devem estar preparados para responder a todas as perguntas do pediatra, e facilitar o diagnóstico. É importante que você faça uma pequena lista contendo todos os sintomas e comportamentos que você julga anormal na rotina da criança.

Com base nessas perguntas, o médico será capaz de avaliar se a criança sofre com autismo ou não. Ainda não existe cura para o transtorno, mas o tratamento precoce e intensivo pode melhorar significativamente a perspectiva das crianças autistas.

4-2_00012

Grande parte dos programas voltados para o tratamento com o autista tem o objetivo de estimular o interesse da criança com uma programação estrategicamente estruturada e repleta de atividades construtivas.

O foco principal do tratamento é aumentar as habilidades sociais e comunicativas da criança, promovendo a redução dos sintomas e oferecendo o devido suporte ao seu desenvolvimento e aprendizado.

Existem várias terapias específicas que podem ser realizadas de acordo com a necessidade da criança. Converse com o médico de seu filho e não permita que o autismo seja um empecilho para que ele seja uma criança saudável e feliz.

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.