Radiologistas descobre técnica que pode reduzir significativamente a dose de radiação exposta em pacientes durante angiotomografia

21 maio
Postado por Categoria: Blog

Em 2009 um grupo de radiologistas descobriram que o uso de gating (eletrofisiologia: abertura ou fechamento de ions) em eletrocardiograma prospectivo (ECG) lhes permite reduzir significativamente as doses de radiação expostas nos pacientes durante tomografia computadorizada (CT – Sigla inglesa) angiográfica, que é uma técnica comum não invasiva utilizada para avaliar a doença vascular. Essas informações estão dispostas em um estudo publicado na edição de outubro de 2009 da American Journal of Roentgenology (AJR).

– Tomografia computadorizada: O exame de tomografia computadorizada é mais complexo do que o exame de raio-x convencional, pois o equipamento utilizado circunda todo o corpo do paciente podendo se focar em um ponto específico ou detalhar vários pontos do corpo, em especial os vasos sanguíneos e tecidos como os órgãos internos e os músculos.

header-angiotomografia

O estudo, que foi realizado na Faculdade de Medicina de Wisconsin, comparou o uso de gating ECG retrospectiva (quando o feixe de radiação tem um fluxo constante) e gating ECG prospectivo (quando o feixe de radiação está ligado apenas de uma forma intermitente) durante a angiografia por tomografia computadorizada.

Quarenta pacientes foram avaliados usando gating retrospectiva e mais 40 foram avaliados usando gating prospectivo. “Em comparação, a qualidade da imagem era equivalente”, disse W. Dennis Foley, MD, principal autor do estudo. “Em relação à dose de radiação, a dose era três vezes maior com gating retrospectiva”, disse ele. A dose de radiação usando gating prospectivo foi de aproximadamente 14 mSv em comparação com 43,3 mSv na aplicação de gating retrospectiva.

angiograma

“A exposição à radiação continua a ser uma preocupação durante os procedimentos de tomografia computadorizada. No entanto, o nosso estudo é importante por que mostra que os radiologistas são capazes de diminuir significativamente a dose de radiação administrada ao paciente durante a angiografia por tomografia computadorizada”, afirmou o Dr. Foley.

“O ECG de prospectivo fechado angiográfico por tomografia computadorizada é uma técnica de imagem tecnicamente robusta, não-invasiva para a avaliação da doença vascular. É mais seguro do que a angiografia convencional e traz benefícios para os pacientes pelo procedimento ser feito por via intravenosa, em vez de ser feito através das artérias”, continuou o Dr. Foley.

 

Detalhes sobre a publicação do estudo:

Este estudo apareceu na edição de outubro de 2009 da revista American Journal of Roentgenology. Se for de interesse do leitor, é possível obter uma cópia do estudo completo entrando em contato com Heather Curry através do seguinte e-mail: hcurry@acr-arrs.org.

 

Informações adicionais sobre a ARRS:

A The American Roentgen Ray Society (ARRS) foi fundada em 1900 e é a sociedade de radiologia mais velha dos Estados Unidos da América. Sua revista mensal, a American Journal of Roentgenology, começou a ser publicada seis anos depois da sua fundação, em 1906. Os radiologistas de todo o mundo participam da reunião anual ARRS para poder ter acesso a cursos de instrução, apresentações de trabalhos científicos e exposições científicas e comerciais relacionados com a área da radiologia. A sociedade foi nomeada em homenagem ao primeiro vencedor do Prémio Nobel de Física, Wilhelm Conrad Röntgen, que descobriu o raio-X em 1895.

 

Fonte: www.eurekalert.org

 

Por:  Marina Caxias | Texto Aprovado pelo Conselho Científico do Instituto Biomédico – IBAP

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.