HIV-AIDS

HIV e AIDS

14 set
Postado por Categoria: Blog

A primeira coisa que qualquer pessoa deve aprender sobre HIV e AIDS é que as duas siglas representam coisas diferentes, mas que estão relacionadas entre si. O HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana) é um vírus conhecido por ser sexualmente transmitido e responsável por causar a doença Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, a AIDS.

Portanto, a AIDS é consequência do HIV, porém, as duas siglas não a mesma coisa, como foi salientado anteriormente; HIV (Vírus) e AIDS (Doença resultando do vírus HIV).

 

 

Quais são as formas de transmissão do HIV?

HIV-AIDS

O HIV é um retrovírus característico por possuir um período longo de incubação que precede a aparição de sintomas. O vírus infecta as células do sangue e do sistema nervoso. Sua principal atividade nociva ao corpo é a supressão do sistema imunológico, deixando o organismo exposto não apenas aos sintomas adjacentes, mas a outras doenças (oportunistas) que afetam o corpo se aproveitando da falta de defesa.

Devido as suas características, o HIV pode não apresentar sintomas, mesmo que ele esteja se multiplicando normalmente no organismo e sendo combatido pelo sistema imunológico. Essa fase, pode vir a não causar nenhum dado ao organismo ou pode provocar dados em que a pessoa infectada não sente. O indivíduo também pode passar um longo período da sua vida com o vírus incubado sem ser afetado pelo mesmo.

O vírus do HIV é majoritariamente transmitido por relações sexuais, compartilhamento de seringas, gravidez e amamentação. Por estar contido nas células sanguíneas, a transfusão de sangue também é uma maneira de ser infectado, mas esses são os casos mais raros de transmissão do HIV. Além do uso de preservativo nas relações sexuais, a melhor maneira de prevenir a transmissão é através da conscientização geral da sociedade a respeito do perigo do vírus.

 

 

Quais são os sintomas da AIDS?

A AIDS é apenas o último estágio da infecção do HIV. Nesse meio tempo a pessoa pode apresentar diversos sintomas, mas a doença só realmente diagnostica quando há uma série de sintomas, principalmente com baixa imunidade, e testes que confirmem a doença.

Esses são os principais sintomas proeminentes da AIDS: Febre constante; Dores pelo corpo; Cansaço e fadiga; Garganta arranhada e tosse seca; Suores noturnos; Perda de peso anormal; Candidíase oral ou genital; Diarreia, náusea e vômitos.

 

 

A AIDS não é tão nociva quanto antigamente?

HIV-AIDS

Não! Atualmente as pessoas não apresentam estar tão preocupadas com o HIV e a AIDS, mas isso é muito preocupante, pois o vírus e a doença ainda são reais e não estão menos perigosos.

Esse tipo de atitude acontece por causa da conscientização e dos tratamentos com coquetéis de remédios. Como as pessoas das áreas urbanas, em países mais desenvolvidos, se previnem mais, fica essa sensação de que ninguém está contaminado. Outro problema é que os coquetéis de remédios garantem que a pessoa com AIDS consiga viver por um bom tempo, passando uma falta sensação de conforto e segurança.

Porém, a realidade é que o HIV e a AIDS ainda são extremamente perigosos, a nível individual e coletivo. A doença ainda é responsável por uma série de mortes no mundo, especialmente nos pontos menos desenvolvidos do continente africano.

 

Referências utilizadas

http://www.tuasaude.com/sintomas-da-aids/

http://www.aids.gov.br/pagina/o-que-e-hiv

http://www.aids.gov.br/pagina/sintomas-e-fases-da-aids

http://vivercomhiv.com.br/2015/04/25/diferencas-entre-aids-e-hiv/

http://www.copacabanarunners.net/hiv-aids-diferenca.html

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.