Estou terminando a faculdade, e agora?

12 maio
Postado por Categoria: Blog

Já nos primeiros passos no ensino médio os professores já começam a preparar você para estudar em uma faculdade. Às vezes isso acontece até no ensino fundamental, onde nós vislumbramos sonhos e oportunidades durante a preparação para o curso superior. O problema é que na adolescência são pouquíssimas pessoas que sabem o que fazer do próprio futuro, e isso não muda muito após a conclusão da universidade.

O processo é bem direto, você sai do ensino básico e vai para o superior, especialização em um determinado assunto ao qual aprecia ou simplesmente anseia em construir carreira no meio. Depois de aproximados quatro anos a faculdade está terminando, esse pode ser o primeiro período da sua vida ao qual você não estuda, então o que fazer depois disso?

Essa pergunta é muito cruel, pois existem muitas respostas e diferentes modos de operação que você pode seguir após o termíno da faculdade. O segredo é dar os primeiros passos na direção que o deixa mais confortável.

 

Prosseguir com a especialização

especialização

Você já passou mais da metade da sua vida estudando, então talvez seja uma boa ideia dar continuidade a essa especialização. Por mais que algumas universidades contem com cursos bem completos, às vezes você vai querer seguir uma vida mais específica dentro da sua área de trabalho, então pode ser uma boa seguir estudando de uma forma especializada. Faça uma pós-graduação, vá estudar fora do país ou faça um curso rápido na sua área.

O ponto crucial desse processo é não perder o ritmo de estudos. Antigamente as pessoas preferiam esperar um bom tempo para poder voltar a estudar, mas hoje em dia, onde todos os processos são mais agilizados, é melhor seguir estudando logo de imediato, assim você já estará em um bom ritmo para poder dar seguimento no aprendizado. Em outras palavras, você deve manter a cabeça ativa.

 

O primeiro emprego da sua carreira

O primeiro emprego da sua carreira é diferente de um primeiro emprego comum. Um trabalho comum consiste em um meio de ganhar dinheiro, o emprego de carreira é quando você tem certeza que escolheu a profissão certa, então esse será mais um degrau na escada da sua vida. O primeiro emprego de carreira também pode ser encarado como uma especialização, pois você estará se adaptando ao mercado de trabalho através do emprego.

Para conseguir um primeiro emprego na sua área de atuação é importante ter contatos profissionais. O contato profissional consegue colocar pessoas em empregos de maneira rápida, a indicação é o melhor método para trabalhar. Entretanto, se você não tiver bons contatos de trabalho, comece a enviar currículos o mais rápido possível. Não perca tempo selecionando empresas, envie para todas ao qual você tenha o mínimo de interesse. Toda oportunidade deve ser aproveitada.

 

 

Fazendo um pouco de tudo

Se nenhum dos  caminhos anteriores aparentarem ser do seu agrado, tente fazer um pouco de tudo para poder se adaptar melhor após o termino da faculdade. No lugar de entrar em um emprego fixo, faça um estágio temporário, entre em cursos rápidos e aprenda uma nova língua. Vá com calma e de tempo ao tempo. Porém, não se esqueça que você tem necessidades que devem ser saciadas pelo seu bem-estar.

Outra forma de conseguir o seu primeiro emprego, é começar com estágios. Muitos laboratórios e até mesmo industrias acabam efetivando os estagiários, afinal, é melhor investir naqueles que já conhecem o trabalho, já conhecem a equipe e a rotina da empresa.

Se você precisa de dinheiro, não fique acanhado, vá trabalhar com alguma coisa, não precisa ser sua área de trabalho, apenas consiga um emprego até as coisas se acertarem para você. Não perca o contato com os professores e colegas de classe, isso vai lhe ajudar para o networking futuro e ainda existe a possibilidade de continuar aprendendo ao lado dessas pessoas.

Não desista da sua área de atuação nunca. Com o tempo, oportunidades aparecerão!

 

Por: Marina da Silva Caxias | Texto Aprovado pelo Conselho Científico do Instituto Biomédico – IBAP

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.