Como o seu microbioma pode colocar você em uma cena do crime

05 abr
Postado por Categoria: Blog

Gosta da área Forense? Então, vale à pena relembrar casos importantes que aconteceram na história nesse sentido. Em uma manhã durante o verão de 2015, o biólogo evolucionário Jose Lopez estava tomando café na varanda dos fundos da sua casa em Hollywood, Flórida, quando dois assaltantes subiram pela janela da frente e fizeram o que invasores de casas normalmente fazem: Eles vasculharam gavetas, desligaram o televisor para roubar, e até mesmo abriram a geladeira para poder tomar uma Coca-Cola.

No entanto, esse não foi um arrombamento comum. Os invasores eram empregados do escritório do xerife local, e o roubo era parte de um projeto de ciências. Mais tarde, peritos forenses entraram em ação para pincelar as superfícies e as alças da casa. Em um laboratório na Universidade de Chicago (University of Chicago – UC), em Illinois, os colegas de Lopez isolaram o DNA dos cotonetes e identificaram partes de um trecho específico chamado 16S rDNA – uma sequência que é distintiva para quase todas as espécies de bactérias. Ao amplificar e sequenciar esses dados, os cientistas foram capazes de identificar centenas de espécies diferentes em cada cotonete.

Depois de eliminar as espécies de bactérias deixadas pelos moradores da casa, inclusive as pertencentes ao gato, eles obtiveram um novo tipo de prova física: O DNA microbial depositado pelos ladrões mostrava como eles se moveram dentro da residência. Como a assinatura das espécies dos microbiomas são altamente individuais por pessoa, elas podem ser utilizadas para colocar alguém na cena do crime, explica Jack Gilbert, ecologista microbiano da UC. O microbioma também varia de acordo com o sexo, idade e estilo de vida, possibilitando a construção da imagem do suspeito através desses dados.

 

O estado atual e os avanços do uso forense dos microbiomas

Forense

Até o momento esse campo está em seu estado inicial: A única vez em que os microbiomas foram utilizados foi na já finalizada série de TV norte americana CSI: Miami. Os cientistas ainda contestam se as assinaturas dos microbiomas podem ser utilizadas como provas em um tribunal.

“Eu acho que estamos muito longe de usar o microbioma na análise forense. Se é que um dia será usado”, argumentou o microbiologista Jacques Ravel, da Universidade de Maryland (University of Maryland), Baltimore. Por outro lado, outros pesquisadores se mantêm otimistas: “Temos dados suficientes para sugerir que vale a pena”, disse David Relman, que estuda microbiomas humanos e de animais na Universidade de Stanford (Stanford University), em Palo Alto, Califórnia.

Espera-se que os microbiomas possam auxiliar na resolução de crimes desde a publicação de um estudo na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências (National Academy of Sciences), em 2010. O estudo mostrava que o DNA bacteriano recuperado de teclados de computadores era compatível com os microbiomas identificados nas pontas dos dedos de seus donos.

Mesmo com as probabilidades positivas, Ravel faz um alerta: Os cientistas devem ter cuidado com suas ações. A “ciência de sucata” já condenou muitos inocentes no passado; a última coisa que um microbiologista deve fazer é adicionar outra técnica falha no arsenal forense.

Fonte: forensicmag.com

Como começar a trabalhar na área forense?

forense

Se o seu sonho é trabalhar na área forese ou se você deseja entender mais sobre essa área que só cresce, é importante investir em sua formação.

Aqui no IBAP nós oferecemos cursos na área, como o “Curso de Perícia Criminal – Identificação Humana por DNA” e Cena do Crime e o Curso de “Toxicologia Forense – Avaliação Clínica e Laboratorial de Entorpecentes”! A próxima edição já está aí, e as incrições vão até o dia 15 deste mês!!!

toxicologia-bauru-site

Onde?  BAURU/SP

Data: 30/04/2016

Inscrição até: 15/04/2016

 

Veja um pouco do que você pode aprender com esse curso:

Princípios e Áreas da Toxicologia

– Áreas da Toxicologia

– Conceitos Básicos

– Agentes Tóxicos

– ToxicidadeToxicologia Geral

– Intoxicação e Avaliação Toxicológica

– Fases da Intoxicação

– Toxicocinética e Toxicodinâmica

– Interferência com o Funcionamento de Sistemas BiológicosDrogas

– Uso Abusivo e o Problema da Dependência. Legislação

– Álcool Etílico, Benzodiazepínicos e Barbitúricos

– Barbitúricos e Benzodiazepínicos

– Opiáceos e Opiodes– Drogas Estimulantes do Sistema Nervoso Central

– Anfetaminas, Ecstasy, Cocaína, Crack

– Drogas Perturbadoras

– Maconha e LSD– Drogas SintéticasAnálises Toxicológicas em Amostras Biológicas

– Coleta de Sangue, Urina, Tecidos etc.– Técnicas Analíticas Comumente Empregadas

– Pesquisa Toxicológica em Amostras de Cabelo

– Interpretação dos Exames Toxicológicos– Aspectos Post Mortem de Relevância Toxicológica

  • Público-alvo: Estudantes e profissionais dos cursos de Biologia, Biomedicina, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina e Psicologia, bem como todos os interessados.

Não perca a oportunidade de conhecer mais sobre a área forense!!! Clique aqui e saiba mais sobre este curso.

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.