Como é um laudo pericial?

07 jun
Postado por IBAP Cursos Categoria: Blog

 

Diante de determinados contextos, o laudo pericial se mostra como uma forma fundamental para a resolução de crimes. Dentro da perícia criminal, o laudo pericial é o momento onde toda a análise do local do crime e dos elementos ali envolvidos, é relatado. Por isso, é fundamental para o profissional em questão, saber como é um laudo pericial!

 

Como é a estrutura de um laudo pericial

O laudo pericial é uma prova, um relatório que conta com todos os resultados de análise dos vestígios encontrado no local do crime. Ele envolve conhecimentos técnicos e científicos, que juntos, ajudam a dar um melhor panorama dos fatos num processo penal.

Ele deve seguir uma estrutura, para que seja usado como um documento oficial, uma prova.

O laudo pericial é baseado em diferentes espécies de perícia. A estrutura geral, de como é um laudo pericial, segue alguns fundamentos básicos, devendo ser feito da seguinte forma:

 

 

Cabeçalho

No cabeçalho, informações como a identificação da vara criminal onde a ação está acontecendo e outras que forem relevantes para a identificação do laudo pericial, devem constar. Além disso, é fundamental que contenha o tipo de ação e o número do processo.

 

Introdução

Neste ponto, o perito criminal irá inserir sua identificação, além da folha dos autos, onde deverá obrigatoriamente, constar sua nomeação.

Além da identificação do perito, precisamos também inserir a espécie da perícia e a natureza do laudo. Outro ponto que deve constar na introdução do laudo pericial é a data e local onde a diligência fora efetuada. Dia e hora de seu início e término também são informações que devem estar citadas neste ponto, bem como o nome das pessoas que acompanharam a diligência.

 

Visão do conjunto

Na visão do conjunto, constam o nome da firma ou estabelecimento comercial, atividades e outras informações relevantes (quando houver). Além disso, neste ponto temos os documentos e livros que foram examinados, na construção do laudo pericial.

 

Comentários periciais

Esse é o ponto o perito profere seu posicionamento, baseado em sua análise do contexto do ocorrido.

 

Resposta aos quesitos e encerramento

        Momento no qual os peritos respondem aos quesitos formulados pelas partes, os quais geralmente são cruciais para a acusação e defesa.

 

Esta é a estrutura básica de um laudo pericial. Porém, para que haja uma fundamentação do mesmo, é preciso tomar alguns cuidados. O laudo pericial é uma prova, um documento oficial. Desta forma, ele precisa ser construído com base em ciência e técnica.

Para a construção do laudo pericial, algumas técnicas são necessárias. As mais comuns são:

– Exame: O exame consiste na análise de livros ou quaisquer documentos que sejam constitutivos da matéria.

– Vistoria: É a análise objetiva, que faz a constatação real da situação ou fato em questão.

– Indagação: A indagação diz respeito ao testemunho de pessoas que conheçam o objeto da perícia em questão.

– Investigação: A pesquisa propriamente dita. Ela tem como objetivo, trazer ao laudo pericial, elementos que, por algum motivo, estão ocultos.

– Arbitramento: Aqui entram as questões quantitativas, como procedimentos estatísticos em geral.

– Avaliação: Na avaliação, determinamos o valor de bens, direitos, obrigações, despesas e outros.

– Certificação: Este é o ponto onde há a preparação e a redação do laudo pericial. Sendo que este é de exclusiva responsabilidade do perito criminal.

 

Quer aprender mais sobre todo o processo? Quer ver na prática como é um laudo pericial e como construí-lo de forma mais efetiva? Conheça nossa pós-graduação em perícia criminal.

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.