Cientistas descobriram novo fator na Doença de Parkinson

Cientistas descobriram novo fator na Doença de Parkinson

12 jan
Postado por Categoria: Blog

Um grupo de pesquisadores descobriu um defeito celular que não era conhecido nos pacientes com Doença de Parkinson idiopática, e identificaram a sequência de eventos patológicos que podem disparar ou acelerar a morte prematura de certos neurônios no cérebro vista na doença.

Os resultados foram publicados na revista Nature Communications e poderão fornecer uma melhor compreensão e estimular pesquisas adicionais sobre a possível cura da Doença de Parkinson, que é um transtorno neurodegenerativo que afeta o movimento e outras funções vitais em quase um milhão de pessoas nos EUA. Apesar dos avanços na compreensão das causas das formas familiares da doença, a forma idiopática mais prevalente da Doença de Parkinson ainda permanece um mistério.

Os pesquisadores descobriram que as células das pessoas com Doença de Parkinson idiopática apresentam um defeito que não era conhecido na função de uma proteína específica PLA2g6, causando a disfunção da homeostase do cálcio e determinando se algumas células vão viver ou morrer.

“Uma disfunção genética ou idiopática na sinalização do cálcio dispara uma sequência de eventos patológicos levando à disfunção autofágica, perda progressiva de neurônios dopaminérgicos e déficit dependente do envelhecimento em funções motoras vitais típicas da Doença de Parkinson”, explicou a autora correspondente Victoria Bolotina.

“A descoberta desse novo mecanismo associado com a Doença de Parkinson humana e a nossa habilidade de mimetizar essa patologia em um novo modelo genético abre novas oportunidades para a descoberta de curas para essa doença neurodegnerativa devastante”, complementou a pesquisadora.

Artigo originalmente publicado em Eurekalert.org.

Artigo original (clique aqui)

Nenhum comentário ainda

You must be logado em para post a comment.